Você está em:

Proposta de vereador estudante é tema de indicação entre os vereadores titulares

E-mail Imprimir PDF

Após sugestão dos membros do Projeto Vereador Estudante para a readequação do trânsito e inserção de redutor de velocidade na rua Manganês, no bairro São Cristóvão, o vereador Geraldo Mendes (PCdoB) apresentou indicação com a proposta sugerida pelos estudantes. Assim, a indicação foi discutida e aprovada durante a 60ª reunião ordinária da Câmara Municipal de Ouro Preto, dessa terça-feira (29).

 

 

O documento foi idealizado pelo vereador estudante (representante do Colégio Arquidiocesano de Ouro Preto), Felipe Gonzaga Batista Rodrigues, de 15 anos. “Desde que o projeto começou, eu sinto que houve melhoras não só em mim, mas também nos demais participantes. De certa forma, estamos construindo uma política melhor, buscando fazer o melhor para a sociedade. Hoje, a indicação feita foi para que a rua Manganês, do bairro São Cristóvão, se tornasse contramão para que o fluxo de trânsito fique melhor”, explica.

O vereador Geraldo Mendes (PCdoB) falou sobre a importância desse projeto. “O Vereador Estudante tem autonomia, pois eles elegeram a mesa diretora deles. O Felipe fez essa indicação que foi aprovada por eles em reunião e foi enviada ao meu gabinete. Com isso, conversamos e propus que ele defendesse essa indicação na nossa reunião em Plenário. É isso que favorece os jovens a quererem participar da política. Estou muito satisfeito, essa foi a primeira proposta que analisamos e espero que venham mais iniciativas para que possamos apresentar no Plenário. Quanto mais cedo os jovens se inteirarem do real papel do vereador, teremos parlamentares cada vez mais capacitados e conscientes”.

O Projeto Vereador Estudante, realizado pelo Centro de Atendimento ao Cidadão, promove o ensino, a pesquisa e a formação política. Com um formato de simulação legislativa, é voltado para alunos do 8º e 9º anos, regularmente matriculados nas redes pública e particular de ensino do município. Com duração de um ano, o mandato é centrado no conhecimento e na prática das atividades parlamentares com capacitação, seminários, palestras e visitas técnicas. A metodologia permite que o participante atue de forma direta na elaboração de requerimentos, representações, indicações e até mesmo projetos de lei que podem ser apreciados pelos vereadores titulares. No total, 15 jovens participam da iniciativa neste ano.

Projetos de Lei Ordinária votados em segunda discussão

Durante a reunião dessa terça-feira, também foi aprovado em segunda discussão o projeto de lei ordinária nº 32/2017, de autoria do prefeito Júlio Pimenta (PMDB), que dispõe sobre a remoção, guarda, liberação e destinação de veículos em estado de abandono nas vias do município de Ouro Preto.

Do mesmo modo, também foi aprovado o projeto de lei ordinária nº 33/2017, de autoria do vereador Chiquinho de Assis (PV), que trata da obrigatoriedade de divulgação, em local visível, para estabelecimentos que não aceitarem cheques e/ou cartões de crédito/débito no município de Ouro Preto como forma de pagamento.