Você está em:

Centro de Atendimento ao Cidadão amplia seus atendimentos em 2018

E-mail Imprimir PDF

Com projetos, ações solidárias e prestação de serviços, mais de 13 mil pessoas foram atendidas pela Câmara Municipal de Ouro Preto por meio do Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC) neste ano.

Os números são divididos entre a confecção de carteira de identidade, a maior demanda do setor, que emitiu 8.138 cédulas; em seguida, 2.012 atestados de antecedentes criminais. Como novidade, foi incluído o Projeto ID Jovem, que conferiu 72 carteiras que dão direito a viagens terrestres interestaduais gratuitas ou com desconto para os jovens. Já o grupo da terceira idade foi contemplado pelo Programa de Atendimento ao Idoso (PAI), com 16 atendimentos. Também foram realizados 446 atendimentos pelo Sindpass.

Prezando pela formação política e cidadã, os projetos Parlamento Jovem e Vereador Estudante tiveram, respectivamente, a participação de 72 e 26 alunos. O Escola Digital manteve suas ações para as dez escolas e instituições, incluindo a Apae e os distritos Amarantina e Santa Rita de Ouro Preto. No total, 2.002 pessoas foram certificadas com o projeto que reestrutura os laboratórios de informática e oferece cursos da área para a comunidade.

Com viés solidário, a Campanha do Agasalho e Natal arrecadou mais de 8 mil peças de roupas e 0,5 tonelada de alimentos, as quais serão doados a creches e comunidades carentes de Ouro Preto. O CAC também desenvolve o projeto Cata Pilha, de coleta de pilhas e baterias usadas para dar a destinação correta, que coletou cerca de 3 mil pilhas e baterias.

Além dos projetos citados, o Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC) participou de eventos sociais e culturais de integração em instituições de ensino, eventos solidários e eventos da Prefeitura, como: Projeto Solidarize-se do IFMG - campus Ouro Preto; Rotary Day do Rotary International de Ouro Preto; Projeto Prefeitura Itinerante; Aciso (Ação Cívico Social), realizado pela Polícia Militar em Antônio Pereira; eventos e palestras no Projeto Rede Cidadã, no Complexo Municipal da Juventude e na Ufop (Núcleo de Direitos Humanos, Campus Aberto).